5 motivos para ler a série Os Bedwyns de Mary Balogh

Oi!

Foi um milagre e uma felicidade tao grande eu ter concluído a série os Bedwyns que pensando nisso, e pensando que ainda sim tem muitas pessoas que não conhecem a série decidi fazer este post com 5 motivos para tentar te convencer a ler a série ou continuar lendo.

Continuar lendo

Anúncios

Meta Literária: Dezembro

Dividindo Sonhos (1)

Todos os meses, por mais que eu não cumpra todas as leituras e metas que coloco a cada mês faço uma TBR nova, por que ajuda a equilibrar as leituras que quero fazer e as atrasadas, e em Dezembro tentei me conter e colocar apenas os livros dos projetos e alguns livros para o especial da semana do Natal que pretendo fazer aqui no blog.

Continuar lendo

Resumo de Novembro

Dividindo Sonhos (2)

E agora sim vamos ao penúltimo resumo do ano de 2017, que foi um mês que para mim foi ao mesmo tempo corrido por questões escolares,  muitas leituras e um dos melhores meses em questão de leituras excelentes, e ao mesmo tempo pareceu que os dias passaram devagar; as que fez com que o mês fosse bem produtivo em diversos sentidos.

Continuar lendo

Desejados de Novembro

FROM LUMBERJACKBLOG (1)

Mais um mês que passou voando, e assim como nos últimos meses, e que tenho a impressão que todo post falo isso, mas é a pura realidade, tiveram vários lançamentos legais, e este mês tiveram alguns que eu já estava esperando que fossem traduzidos então minha vontade de ler esses livros esta enorme, e hoje vou compartilhar com vocês os livros que entraram para os meus desejados de Novembro.

Continuar lendo

O conto Fantástico: Regina Zilberman

O conto Fantástico: Características e trajetória histórica.

  No conto fantástico, a magia desempenha um papel fundamental, estando sua presença associada a uma personagem que dificilmente ocupa o lugar principal. Eis uma característica decisiva desse tipo de historia: o herói sofre o antagonismo de seres mais fortes que ele, carecendo do auxilio de uma figura que usufrui de algum poder, de natureza extraordinária. Para fazer jus a essa ajuda, porem, o herói precisa mostrar alguma virtude positiva, que é, seguidamente, de ordem moral, não de ordem física ou sobrenatural.

Continuar lendo