O Diário de Mary Berg

Autora:Mary Berg

Editora: Amarilys

Páginas: 318

Publicado: 2009

Avaliação: *** (3,0)

Compre:(http://amzn.to/2wve5do)

Sinopse: Relato sobre um dos capítulos mais obscuros da história, ‘O diário de Mary Berg’ descreve a organização do gueto de Varsóvia e a luta diária de seus moradores pela sobrevivência.

Por meio deste diário Mary Berg relatou todas as coisas que ela sua família, seus amigos passaram durante os anos em que viveram neste Queto de Varsóvia, com 15 anos de idade ela foi aprisionada junto com sua família, e amigos no queto de Varsóvia e durante 4 anos viveram sobre o terror nazista este é sua historia mas que se torna algo mais profundo,doloroso e tocante da forma que ela relata, dia a dia, mês e os anos que se passam das ações  dos alemães, dos poloneses e de todos.

Um livro que sem duvida é cruel em vários sentidos e as ações dos nazistas a gente tem um relato profundo de uma adolescente as coisas que antes acreditava e deixou de acreditar, as coisas que precisou viver e deixou de viver e conhecer durante esse aprisionamento e como algumas coisas eram tao difíceis e outras mais fáceis a família de Mary tinha um pouco mais de dinheiro que as outras famílias, então algumas dificuldades passavam mais levemente mas mesmo assim não deixar de viver o terror, da deportação,das bombas e de tudo.

O diário de Anne Frank e este livro juntamente se tornam um diário que um só em relação aos relatos e tudo mais, eu ainda gosto muito mais do Diário de Anne Frank mas é claro não podemos comparar tudo e as coisas que elas viveram, a família de Mary foram sobreviventes deste terror depois de 4 anos, e no final deste livro ela termina dizendo para sua amiga e todos:

 ”Minha Rutka,conte a todos que estão vivos que nunca os esquecerei. Farei tudo que puder para salvar aqueles que ainda podem ser salvos, e para vingar aqueles que foram tao amargamente humilhados em seus últimos instantes. Aqueles que viraram cinzas, eu os verei sempre vivos. Eu contarei, contarei tudo sobre nossos sofrimentos, nossas lutas e o massacre de nossos mais queridos […] Tenha coragem, espere. Um pouco mais de paciência e todos nos conquistaremos a liberdade.”’

Poucas pessoas como a Mary passaram pela segunda guerra mundial, mas aqueles que conseguiram tentaram de formas diferentes ajudar a todos, e por meio deste diário nos sabemos tudo que todos passaram e que querendo ou não mostrar para o mundo tudo que aconteceu e uma linda ajuda e um coragem sem fim.

O livro é muito bonito de capa dura, com diversas notas explicativas no final ao longo dos capítulos, imagens em preto e branco de alguns acontecimentos, um cronologia dos fatos, Referencias bibliográficas, e um índice remissivo. Se você ai tiver a oportunidade de ler este livro, não pense muito só leia e conheça essa historia.

‘Sem restrições, o diário de Mary Berg é recomendado a todo mundo”

The New York Times

‘Na verdade tudo é proibido. É proibido imprimir jornais que não passaram pela censura dos nazistas, cantar musicas nacionais, ir a cultos religiosos ou escolar, entrar em parques públicos, viajar de trem, possuir rádios, discos, telefones-em resumo, é proibido viver.”

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s